Buscar
  • Rodolfo Bontempo

E o encontro se fez festa

* Tradicional encontro foi transferido para o Parque do Trabalhador e rebatizado como Festa das Folias de Reis

O bom e velho encontro das Folias de Reis, tradição com forte apelo emocional para o vassourense ganhou roupagem de festa e um novo palco em 2018. Pela primeira vez a tradição tomou conta do Parque Ecoturístico do Trabalhador. Nas noites da sexta, dia 5, e do sábado, dia 6, doze jornadas se apresentaram. Segundo o secretário de Cultura José Alencar Soares Gomes, a ideia é que a festa tenha três dias em 2019. Esse ano, a chuva insistente que caiu no primeiro final de semana de janeiro prejudicou a presença do público, mas não foi suficiente para tirar o brilho do encontro.

Se dependesse do prefeito Severino Dias, a festa já teria três dias esse ano. “A ideia de levar a Festa das Folias para o Parque de Exposição surgiu em uma reunião entre eu, o prefeito Severino Dias e a Margarida Nóbrega, coordenadora de eventos. Foi sugerido pelo prefeito, e nós logo abraçamos a ideia, de fazer a festa em três dias. Mas na reunião com as folias, os responsáveis optaram por fazer em dois dias por terem assumido compromissos para fechar as folias em suas residências”, afirma Zé Alencar. Para o secretário, “mesmo com poucos recursos e com o mau tempo a festa foi um sucesso”.

Na sexta-feira, a chuva intensa não deu trégua enquanto se apresentavam as jornadas Sagrada Família do Oriente, Descendentes de Davi, Estrela do Oriente, Estrela da Guia, Divina Luz de Jerusalém, Boas Novas de Belém e Glória de Jerusalém. O sábado, 6, Dia de Reis, se manteve chuvoso, mas com alguns momentos de estiagem. Foi a vez então de se apresentarem as jornadas Estrela de Jacó, Família Teixeira, Jardim do Éden, Divino Espírito Santo, Guia dos Santos Reis. Uma enorme tenda de circo garantiu espaço seco para as folias e o público que teve disposição de sair de casa, enfrentar a chuva e acompanhar as apresentações. A festa foi encerrada com o show da banda Balanço Tropical.

As folias de reis são uma tradição antiga de Vassouras e região. A organização de um encontro no 6 de janeiro acontece há décadas. Nasceu na Caetano Furquim, onde um presépio era montado à altura da Sociedade Musical Recreio Vassourense. Nos últimos anos, o encontro já aconteceu na Praça Eufrásia Teixeira Leite, na Praça Barão de Campo Belo, na Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição e no espaço da Avenida Osvaldo de Almeida Ramos conhecido como Broadway. Antes da festa dos dias 5 e 6, encontros regionalizados aconteceram em Ipiranga, em 29 de dezembro; Itakamosi, dia 30; e Madruga, 3 de janeiro.

35 visualizações

TRIBUNA DO INTERIOR EDITORA LTDA. Registro  Estadual nº 3320598969-9

Inscrição Municipal nº 6813 L 115 - CNPJ 02.528.144/0001-40

Registro na ADJORI – RJ 78 

Redação, Administração e Oficinas – Rua Profº Marcelo de Alcântara Pinto, 173,

Telefone: (24) 2471-7822

Parque J.K., Vassouras - RJ - CEP 27.700-000

Contador de acessos