Buscar
  • Rodolfo Bontempo

Alunos do Mestrado em Ciências Aplicadas em Saúde da Universidade de Vassouras criam produtos a part

Produtos que aumentam segurança para profssionais da linha de frente do combate à pandemia, como um fxador de tubo para respirador, já têm número de registro no INPI e podem ser produzidos em escala industrial.

Alunos do Mestrado em Ciências Aplicadas em Saúde da Universidade de Vassouras desenvolveram dois produtos hospitalares a partir das demandas dos profissionais de saúde em tempos de pandemia do novo coronavírus: um fixador de tubo para respirador e um kit de barreira para tubo com tampa vedante para ser utilizado em procedimentos de manejo avançado das vias aéreas. Os produtos já possuem número de registro no Instituto Nacional da Propriedade Industrial e o curso já busca parceiros para produção em escala industrial. Médica e professora no Curso de Medicina de Vassouras, a mestranda Cristina Maria Monteiro Dantas desenvolveu um dispositivo de suporte e fixação de tubos endotraqueais. O dispositivo traz segurança aos profissionais de saúde envolvidos com a intubação do paciente. Profissionais da área ficam expostos quando do processo de intubação, o tubo ainda não está conectado com o respirador. “A intubação é um processo muito invasivo e geralmente é postergado ao máximo. Agora, com a disseminação grande do vírus, a orientação é a ventilação o mais precoce possível. E há uma chance enorme de contaminação até que haja a conexão com o respirador. É neste sentido que este dispositivo atua, garantindo mais conforto e segurança para paciente e profissional de Saúde”, comenta o professor Dr. Eduardo Tavares Lima Trajano, coordenador do Mestrado Profissional em Ciências Aplicadas em Saúde da Universidade de Vassouras. O outro produto hospitalar que já tem registro no INPI foi desenvolvido pelo mestrando Pedro Ferreira Pasetto, médico cirurgião do Hospital Militar de Área de Campo Grande (MS): um kit de barreira para tubo endotraqueal com tampa vedante, para ser utilizado em procedimento de manejo avançado das vias aéreas. Para o professor Trajano, a resposta dos alunos ao momento difícil que o país e o mundo vivem é gratificante. “O mestrado tem esta dinâmica: identificar os problemas, apresentar soluções. Não poderíamos fechar os olhos para o momento que o mundo e o país estão vivendo”. O Mestrado em Ciencias Aplicadas em Saúde da Universidade de Vassouras é um curso multiprofissional. Entre os alunos estão matriculados enfermeiros, psicólogos e dentistas, mas 90 % são médicos. Durante a pandemia, vem contando com o apoio do curso de Engenharia de Produção na busca por soluções para os problemas. Com apoio dos engenheiros Adauri Silveira Rodrigues Júnior e Luiz Felipe Caramez Berteges, o curso desenvolveu máscaras do tipo face shield através da tecnologia de impressão 3 D. Cerca de 550 máscaras foram produzidas e estão sendo utilizadas por profissionais do Hospital Universitário de Vassouras, profissionais da Saúde da rede pública municipal, além de cirurgiões-dentistas e alunos do internato de Medicina.

17 visualizações

TRIBUNA DO INTERIOR EDITORA LTDA. Registro  Estadual nº 3320598969-9

Inscrição Municipal nº 6813 L 115 - CNPJ 02.528.144/0001-40

Registro na ADJORI – RJ 78 

Redação, Administração e Oficinas – Rua Profº Marcelo de Alcântara Pinto, 173,

Telefone: (24) 2471-7822

Parque J.K., Vassouras - RJ - CEP 27.700-000

Contador de acessos