Posts Recentes
Posts Em Destaque

Repercussão na mídia pode ajudar implementação da ‘Lei Thailer’, que proíbe fogos em Vassouras.

• No Dia do Autismo, ‘Lei Thailer’ é festejada pela grande imprensa como exemplo para o país

Vassouras dando o bom exemplo. No Dia Mundial de Conscientização do Autismo, a lei municipal que proíbe o uso de fogos de artifício com estampido, virou exemplo da luta por respeito e dignidade a parcelas da sociedade antes completamente ignoradas. Batizada de ‘Lei Thailer’, a lei recentemente sancionada pelo prefeito Severino Dias ganhou páginas de jornais da grande imprensa, Repercussão na mídia pode ajudar implementação da ‘Lei Thailer’, que proíbe fogos em Vassouras • No Dia do Autismo, ‘Lei Thailer’ é festejada pela grande imprensa como exemplo para o país espaço em sites de notícias e em programas de grande audiência na TV. Morador do Grecco, o menino Thailer Alves, de sete anos, entregou uma carta ao prefeito Severino Dias pedindo a proibição de fogos de artifício. Na carta, ele lembrava que fogos “barulhentos” faziam mal a ele e “aos bichinhos também”. A madrinha de Thailer publicou a carta em uma rede social e a notícia correu o país. Sancionada recentemente por Severino Dias, a lei que proíbe fogos com estampido em Vassouras ganhou o nome do menino. Na terça-feira, dia 2, Thailer foi entrevistado no Programa Encontro, da jornalista Fátima Bernardes, viu sua história ser tema de reportagens em emissoras de TV, sites e jornais. A notícia encerrou o Jornal Nacional daquela terça-feira. A repercussão positiva e a exposição na mídia representam um apoio importante para a lei “pegar”. Naquela terça-feira, a informação de que Vassouras proibiu o uso de fogos de artifício barulhentos, que agridem Thailer, os animais, doentes e idosos, além do bom senso e a inteligência de cada um dos vassourenses, chegou onde muito provavelmente a Prefeitura de Vassouras não conseguiria chegar. Por si só a lei não garante que crianças, idosos e animais fiquem livre automaticamente do desconforto com os fogos. Para a vereadora Rosi Farias (PP), autora da lei, a exposição do tema ajuda na conscientização da população. “Mais do que punir, impor a lei, nós queremos conscientizar. Neste sentido essas reportagens foram importantes para que as pessoas entendam o que passa uma criança autista exposta aos fogos barulhentos. Acredito que isso possa nos ajudar bastante a garantir mais dignidade e tranquilidade para essas pessoas”, afirma Rosi Farias. Se a conscientização não for o bastante, o município já tem um meio legal de punir quem desrespeitar Thailer e o bom senso. A ideia é primeiro divulgar a lei, mostrar a importância da atitude do município e, no segundo momento, regulamentar as multas para quem desrespeitar a legislação.

Siga
Nenhum tag.
Procurar por tags
Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

TRIBUNA DO INTERIOR EDITORA LTDA. Registro  Estadual nº 3320598969-9

Inscrição Municipal nº 6813 L 115 - CNPJ 02.528.144/0001-40

Registro na ADJORI – RJ 78 

Redação, Administração e Oficinas – Rua Profº Marcelo de Alcântara Pinto, 173,

Telefone: (24) 2471-7822

Parque J.K., Vassouras - RJ - CEP 27.700-000

Contador de acessos